Resenha: O Clã do Magos

Hey preciosos :D Então, a resenha de hoje é do livro O Clã dos Magos, o primeiro livro da trilogia d’O Mago Negro da escritora Trudi Canavan. Vi a trilogia no Submarino em plena Black Friday e estava em promoção. Li a sinopse, gostei e comprei e bom… Não foi exatamente como eu pensei.

11774513_801746143275370_2068928999_n

Sinopse: “Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam. Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente. Uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.”

Eu sou o tipo de pessoa que não gosta de falar mal de nenhum livro. Acho que cada um tem uma coisa legal pra passar e se eu não consegui absorver essa coisa não quer dizer que o livro é ruim. Por que se você conseguiu, vamos discutir e não chegaremos a nenhum acordo. Eu vou continuar a achar o livro ruim e você vai achá-lo maravilhoso. E no final das contas quem estaria certo? Os dois! O livro não foi feito pro meu gosto e isso não quer dizer nada. Acho feio pessoas que julgam outras pelo gosto literário, que não gostam de tal livro e tentam fazer as pessoas que gostam se sentir inferiores por gostar. Enfim, espero que não tenha ficado confuso haha!! O que eu quero dizer é que O Clão dos Magos não foi exatamente pra mim.

Criei uma expectativa bem grande sobre ele e já falhei nisso aí. Imaginava os magos extremamente poderosos e se a protagonista destruiu o escudo dele como dizia na sinopse, ele era muito boa! Pra começar, achei o livro muito enrolado. Teve um dia que quase chorei de raiva porque a história não desenvolvia. Mas tenho outra mania: não desisto de nenhuma leitura! Daí vocês pensam: “Mas que drama é esse, minha jovem?” E eu digo. Foram quase 250 páginas de enrolação. 250 páginas!! Eu tava quase pirando. Os magos vão afastar os pedintes da cidade e mandá-los pra favela, Sonea (a protagonista) joga uma pedra no escudo (como muitas outras pessoas fazem) e a pedra atravessa e atinge a cabeça de um mago. Só. Sonea passa as quase 250 páginas fugindo com a ajuda de um amigo. Por becos, lojas, passagens secretas e tudo o mais. A autora descrevia com muitos, mas muitos detalhes uma parede de tijolos e o que era uma curva à direita. Mas me mantive firme! haha. É claro que uma hora o Clã (finalmente) consegue pegá-la e isso não é spoiler. E a única coisa levemente empolgante que acontece no livro, é nas últimas 20 páginas. Sim, meu povo, só o final provoca leves apreensões.

Como sou muuuuito teimosa, vou ler toda a trilogia. Fiquei muito decepcionada com o primeiro livro e admito que não deveria ter criado tanta expectativa, acho que ela foi a culpada haha! Estou lendo o segundo livro e confesso que fiquei levemente surpresa, já que dessa vez não criei nenhuma expectativa haha! Várias coisas estão acontecendo, de forma lenta e gradual e as vezes irritante, mas pelo menos não tá parado haha! Mas vou deixar pra falar sobre ele na próxima resenha.

Aos leitores e fãs da trilogia d’O Mago Negro, por favor, não se sintam ofendidos. Só acho que essa história não foi pra mim mas ainda tenho esperança. Se alguém já leu ou tem vontade, deixe aqui nos comentários. Vamos trocar ideias :)

  • Livro: O Clã dos Magos
  • Páginas: 434
  • Editora: Novo Conceito

Look do dia: I Do <3

11358789_784164201700231_1048207239_n

Hey, people :) Como estão? Já fazia um tempo que eu havia postado look do dia e resolvi tirar o atraso haha! Aproveitando o dia dos namorados que é amanhã, resolvi postar esse look bem especial que eu usei no dia do meu noivado <3 Lembro de passar o dia inteiro procurando um vestido que fosse charmoso mas que não fosse chique, alegre mas que não fosse florido (porque já tenho muitos kk), casual mas elegante e confortável, claro!

11304501_887609774638856_1612076402_n 11420117_887649884634845_1734572727_o

11292692_784164238366894_1698360317_n

11297673_887609591305541_795837457_n

11419925_784164218366896_473788970_n

11350105_784164211700230_66166808_n

 

Ele é trançado nas costas e tem esse bordado lindo na frente. A sandália é bem discreta pra não roubar o brilho do vestido. Prefiro chamar atenção de uma coisa de cada vez haha! Fiz uma make bem suave e usei um brinco dourado delicado.

Comprei o vestido na C&A :)

Resenha: A Biblioteca de Hogwarts

Oi, preciosos :) Hoje é sexta-feira, dia de resenha aqui no blog! E hoje eu vou falar sobre um trio de livros muito especial que todo Potterhead tem ou deveria ter. A Biblioteca de Hogwarts é composta de três livros: Quadribol Através dos Séculos; Animais Fantásticos e Onde Habitam e Os Contos de Beedle, o Bardo. São livros bem famosos e sei que muita gente já leu, mas quis fazer a resenha mesmo assim porque eu gostei e eu posto coisas que eu gosto! *-* haha!

11354955_780423835407601_926953625_n

  • Quadribol Através dos Séculos: Se você algum dia quis saber como surgiu o pomo de ouro ou por que o time dos Vagamundos de Wigtown tem a estampa de um cutelo de açougueiro no uniforme, você precisa ler Quadribol Através dos Séculos. Essa edição limitada é uma cópia do exemplar guardado na Biblioteca Escolar de Hogwarts e consultado por jovens fãs do quadribol quase diariamente.

Tenho quase certeza que se eu fosse bruxa não jogaria Quadribol. Não tenho muito talento para esportes com bola. Acho que me daria bem melhor no Annual Broom Race (Corrida Anual de Vassouras), onde os participantes percorrem pouco mais de 480 km e atravessam uma reserva de dragões. Perigoso, sim. Mas não tem bola e eu adoro alta velocidade e adrenalina haha! O livro é super explicativo e me senti muito mais por dentro do mundo bruxo <3 O livro fala sobre o porquê dos bruxos ocidentais terem escolhido a vassoura como meio de transporte ao invés do tapete voador, por exemplo, utilizado pelos bruxos orientais. A evolução da vassoura, os primeiros esportes criados, como o quadribol surgiu, suas mudanças ao longo do século, as adaptação às vassouras utilizadas no jogo e muito mais. Achei que duas datas não bateram, mas nada que influencie no entendimento da história. (falei bonito, né? Né!)

11267307_780423722074279_1222258951_n 11426596_780423698740948_2037976409_n

11329653_780423685407616_385810236_n 11422725_780423675407617_547879642_n

 

Uma coisa que eu achei o máximo foi essa tabela de empréstimo na primeira página. Esse livro pertence a Biblioteca Escolar de Hogwarts e vários alunos já pegaram emprestado e tiveram seu nome e data de empréstimo anotados. Do mesmo jeito da ficha das bibliotecas dos trouxas haha! E o que gostei mais ainda foi o aviso que Irma Pince (bibliotecária de Hogwarts) deixou abaixo: “Aviso: Se você remover folhas, rasgar, picar, vincar, dobrar, deformar, desfigurar, sujar, manchar, jogar, deixar cair ou, de qualquer outra maneira, danificar maltratar ou demonstrar falta de respeito com este livro, sofrerá as piores consequências que eu puder lhe infligir.” Se eu fiquei tentada a escrever isso em todos os livros que emprestarei futuramente? Imagina! O desenho da última figura é de um Pomorim Dourado, um animalzinho fofo utilizado antes do Pomo de Ouro. #SóPraTeDeixarCurioso 

  • Animais Fantásticos e Onde Habitam: Existe um exemplar de Animais Fantásticos e Onde Habitam praticamente em todas as casas bruxas no país. Agora, apenas por um período limitado, os trouxas também terão uma chance de descobrir onde um quintípede habita, o que o pufoso come e por que é melhor não deixar uma vasilha de leite à porta de casa para um ouriço.

Me sentindo ainda mais pertencente à Corvinal (minha casa segundo alguns testes <3) depois desse livro haha! É uma infinidade de conhecimento sobre os animais fantásticos. Eu jurava juradinho que o animal mais perigoso do mundo bruxo fosse o dragão, mas depois de ler sobre o Nundu vi que estava redondamente enganada. Prefiro encarar um Rabo Córneo-Húngaro do que um Nundu, pelo menos terei uma chance. Uma remota chance, mas ainda sim uma chance *-* O livro conta uma breve história sobre o autor e tem o prefácio escrito por Dumbledore, assim como Quadribol Através dos Séculos. Tem um texto contando como o Ministério da Magia chegou a definição de animal e ser e, cá pra nós, não foi nada fácil. Tem também uma explicação de como eles protegem os animais mágicos e as soluções que encontraram pra quando um trouxa, sem querer, visualize algum. E depois tem uma lista incrível desses animais, com nível de periculosidade, onde habitam, o que fazer e o que não fazer quando encontrar um.

11324093_780423802074271_1503955079_n 11119194_780423755407609_569544251_n (1)

11414563_780423732074278_176945246_n 11276189_780459022070749_1064152916_n

Para deixar a edição mais divertida, os exemplares vendidos foram reeditados do livro pertencente a Harry e usado também por Rony, que segundo Hermione deveria comprar um ao invés de gastar dinheiro com bombas de bosta. Por isso os escritos ;)

  • Os Contos de Beedle, o Bardo: Os Contos de Beedle, o Bardo são cinco histórias de fadas diferentes entre si. Cada uma delas é dotada de um caráter mágico próprio e proporcionarão, a seu turno, prazer, riso e a emoção do perigo mortal. Trouxas e bruxos vão apreciar os comentários de autoria do professor Alvo Dumbledore, nos quais ele reflete sobre a moral ilustrada pelos contos e dá breves notícias sobre a vida em Hogwarts.

Quando finalizei esse livro meu primeiro pensamento foi: “Vou lê-lo para os meus filhos.” Não é só porque amo o mundo criado por J.K. Rowling, mas também porque as histórias tem uma lição de vida muito mais bonita do que dos nossos contos de fadas. Não quero que minhas filhas fiquem esperando que um cara se apaixone por elas apenas pela beleza (como a Branca de Neve e Bela Adormecida), não quero que elas pensem que a felicidade maior no mundo é entrar numa fila pra agradar um homem que tem à sua disposição as mulheres mais belas do reino (como a Cinderela). Na minha opinião, a única história de amor verdadeiro que temos é da Bela e a Fera. Desde o início ela se sacrificou por amor a seu pai e se apaixonou pela Fera pelo que ela era de verdade, não pela aparência. Na introdução do livro J.K. cita que uma ‘notável diferença entre estas fábulas e suas correspondentes trouxas é que as bruxas de Beedle são muito mais ativas quando se trata de partir em busca da fortuna do que as heroínas dos nossos contos de fadas.’ E acrescenta que as bruxas citadas nos contos, ‘são mulheres que tomam o destino em suas próprias mãos, em vez de tirar um longo cochilo ou esperar alguém que lhes devolva o sapatinho perdido’. #Lacradora

Gostei muito de todos os contos e cada um mexeu comigo a sua maneira. Fiquei até pensando em qual tinha gostado mais e não cheguei a nenhuma conclusão. Cada uma tem uma lição de moral muito importante.

11281732_780423762074275_1535490792_n 11420069_780423795407605_1538900854_n

11328907_780423808740937_839604540_n 11287359_780423822074269_160654037_n

 

O livro é mais resistente que Quadribol e Animais Fantásticos. Tem até orelha <3 Achei a capa linda e os desenhos singelos no decorrer do livro deixou um toque de magia <3

Eu amei os três livros e pretendo ler muitas e muitas vezes mais. E você, já leu? De qual mais gostou? Deixe sua opinião aqui em baixo! E se ainda não leu, espero que tenha gostado da resenha e tenha se sentido tentado a comprar :)

Inspire-se: Parede de tijolos

Mais um post de decoração <3 <3 Um dos meus assuntos favoritos da vida e principalmente do momento haha! Comecei a ficar encantada com parede de tijolinhos <3 Antigamente não me atraia muito, achava legal e tal mas nada que eu quisesse pra mim. Até porque eu achava que teria que chamar o pedreiro pra fazer esse tipo de serviço, ficaria caro e daria trabalho. Até que eu descobri que tem papel de parede de tijolinhos! Vocês sabiam disso? Porque eu não sabia haha! E comecei a pensar na possibilidade de tijolinhos brancos na parede da minha sala :)

 

São tão charmosos né? Faz uma diferença no ambiente e fica lindo!! E pra quem prefere os tijolinhos clássicos, se liga nas inspirações abaixo.

 

To parecendo criança quando descobre coisa nova haha!! E aí, gostaram? Eu amei <3 <3