Playlist A Maldição do Tigre <3

E aí pessoal??! Dezembro chegou ‘e então é Natal, e o que você fez?’ haha :D Esse fim de ano tá sendo incrível pra mim, me surpreendi :) E esse mês nosso blog vai estar mais lindo ainda e cheio de coisa boa (como sempre). Passei três dias aqui no blog falando sobre a saga A Maldição do Tigre e daí eu pensei, por que não falar mais um dia? E hoje trouxe pra você uma playlist com algumas canções que me lembraram a saga e quando escuto só penso em Kelsey, Ren e Kisha haha! Se liga aí ;)

  • Selena Gomez – The Heart Wants What It Wants

  • Lady Antebellum – Just a Kiss

  • Jason Walker – Down

  • Birdy – Wings

  • Alex e Sierra – Little do You Know

  • John Legend – All Of Me

  • Katy Perry – Thinking Of You

  • Taio Cruz – Telling the world

  • Taylor Swift – I Almost Do

  • Taylor Swift – Sad Beautiful Tragic

Gostaram? Eu to viciada <3 Boa semana pra todo mundo, beijos ;*

Resenha: A Promessa do Tigre

IMG_5156

Já to com saudade de falar sobre a saga do tigre pra vocês :( É uma história tão emocionante e empolgante que to me remoendo pra ler de novo haha (o que acontecerá em breve ;)) Então vamos a resenha!

A PROMESSA DO TIGRE: Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio do castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. (…) Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai (…) Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder (…) A Promessa do Tigre conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série A Maldição do Tigre.

Como eu havia falado no outro post , A Promessa do Tigre não faz parte da saga A Maldição do Tigre. É um prequel, ou seja, conta a história de como tudo aconteceu, antes da saga. O livro é narrado por Yesubai, a filha de Lokesh prometida em casamento para Ren. Porém, Yesubai e Kishan se apaixonam e esse sentimento trouxe alguns conflitos. O livro é bem curtinho, tem 111 páginas e o li em um dia. A história se inicia próximo ao momento em que o rei faz o anúncio de que Yesubai irá se casar com algum dos pretendentes dos reinos vizinhos. Porém durante a história, Yesubai faz referência aos maus-tratos que recebeu de seu pai desde pequena, como sempre foi sua vida trancafiada dentro de um quarto e da maldade de seu pai. Durante a leitura da saga (em que ela é citada algumas vezes) confesso que não senti nada sobre ela. Nem gostei nem desgostei. Nem cheirou nem fedeu haha! Mas a leitura de A Promessa foi muito esclarecedora. Yesubai era uma menina doce, bondosa e não seria capaz de ferir uma mosca. Aceitava as surras do pai calada e tinha uma bela amizade com Isha, sua criada. Nesse livro é possível entender claramente quais sempre foram os planos de Lokesh. Apesar de ser uma história sobre Yesubai, fiquei encantada com Deschen e Rajaram, os pais de Ren e Kishan. Sempre tive vontade de conhece-los melhor durante a saga e agora consegui. Deschen é inspiradora. Uma mulher corajosa, bonita, forte e protetora. Seu relacionamento com Rajaram é lindo de se ver e seu amor e dedicação pelos filhos é cativante. Adoraria poder conhece-lá melhor ainda. Acho que Kelsey se daria muito bem com a sogra haha! O livro não tem muita emoção e aventura como os outros. É uma história. Só. Também não tem muitas surpresa porque como eu já tinha lido a saga, sabia exatamente como tudo aconteceria e qual seria o desfecho. Foi muito bom conhecer os pais dos meninos, e os outros personagens sob outro aspecto e outra época. Durante a leitura dá até vontade de que o final seja diferente ;( mas logo passa quando me lembro de Kelsey e dragões e deuses e macacos e serpentes, kraken e tudo o mais <3 A única coisa que não gostei nesse livro foi a capa, achei meio doida.

Foi maravilhoso fazer essa resenha pra vocês. Com certeza essa saga foi minha leitura favorita do ano. Sou fascinada por literatura fantástica e essa foi muito bem escrita! Estou super ansiosa pelo lançamento do livro O Sonho do Tigre e o filme. Só espero que os atores que interpretarão Ren e Kishan não sejam dois americanos branquelos. Eles são indianos, ora essa <3 Beijos, ;*

Resenha: A Viagem do Tigre e O Destino do Tigre

IMG_5153

Oi pessoal, tudo bom? :D Hoje trago a resenha dos dois últimos livros lançados da saga! E não vai esquecer que amanhã tem a resenha de A Promessa do Tigre, hein! ;) Então vamos direto ao ponto:

A VIAGEM DO TIGRE: A jovem Kelsey e seus tigre precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores. Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia. No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição. (…) Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada em direção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.

É o livro mais divertido da saga. Sim, tem bastante humor haha, me peguei várias vezes dando gargalhadas no meio das pessoas durante a leitura. Claro que elas se afastaram depois disso. Mas não é só isso. Colleen nos leva à aventuras ainda mais emocionantes com desafios propostos por cinco dragões. Ren, Kelsey e Kishan precisam realizar as cinco tarefas propostas para conseguir pegar o Colar de Pérolas e assim quebrar a terceira parte da maldição. Cada desafio é mais complicado que o outro e os três precisam trabalhar juntos se quiserem sair vivos e com o Colar. Nesse livro, o amadurecimento do trio é evidente. Desde o começo eu acho a Kelsey uma garota incrível. Tem muitas pessoas que a julgam dizendo que ela é clichê e teimosa, mas como disse na resenha de A Maldição do Tigre, Colleen sempre deixou claro pra mim a personalidade marcante de Kelsey: ela age pela razão. Claro que a todo momento da saga eu (e todo mundo) deseja que ela escute o coração, mas ela tem seus motivos e pra mim, são bem convincentes. Kishan continua me conquistando a cada capítulo. Ele é paciente, amoroso, seguro e acredite ou não, de uma inocência encantadora. Enquanto Ren, se torna mais sedutor e hipnotizante, mas sem deixar seu lado romântico e seus poemas – LINDOS! – de lado. Ren e Kelsey me lembram Noah e Allie de Diário de Uma Paixão. As implicâncias e briguinhas aparecem com certa frequência na segunda metade do livro e são até engraçadas. Kelsey tem um nível de ironia que merece ser aplaudido de pé haha. E Ren sabe “cutucar a onça com vara curta” haha. Mas a graça da história não fica só por conta deles, os dragões colaboram para mais risadas no livro. Enfim, a história é cheia de altos e baixos entre os três, principalmente entre Ren e Kelsey. Ora se amam, ora se estapeiam. O livro proporciona um misto de emoções e na minha opinião, foi o que mais abordou sobre a mitologia híndu e fico mais fascinada a cada dia.

 

O DESTINO DO TIGRE: Ren, Kelsey e Kishan sobreviveram a três aventuras dramáticas e muitas provações. Mas, antes que possam partir em busca pelo último presente da deusa Durga, têm que enfrentar o feiticeiro Lokesh em seu próprio território. O vilão sequestrou Kelsey e já detém o poder de três amuletos. (…) Esse, porém, é apenas o início da história em que escolhas difíceis e decisivas devem ser feita por todos. O elemento principal agora é o fogo, e em meio a lava, demônios, animais fantásticos e zumbis, o trio enfrenta seu derradeiro desafio. (…) Só uma coisa é certa: ninguém pode fugir de seu destino. (…) Nunca antes Kelsey, Ren e Kishan sofreram tanto, estiveram tão unidos e precisaram lutar contra inimigos com tamanho poder. Emocionante do início ao fim, O Destino do Tigre explica todos os mistérios que unem os personagens e promete surpreender os leitores.

Emocionante do início ao fim e, me surpreendeu. Nesse livro, Kelsey me dá mais motivos ainda pra ter orgulho :) Ela se mostra ainda mais determinada, esperta, inteligente e forte. Minha admiração e carinho por Kishan só aumentaram nesse livro. Colleen mostra seu verdadeiro eu de uma forma tão apaixonante e delicada que meu desejo é o mesmo de Kelsey: que ele tenha um final feliz. Por outro lado, Ren se mostra mais maduro e seu amor por Kelsey é ainda mais arrebatador. Ele a ama com um sentimento tão intenso e puro e que é capaz de superar qualquer coisa. Os dois livros da saga que eu mais chorei, foram O Resgate do Tigre e O Destino do Tigre. No segundo livro, me sentia desesperada em ler uma história que a participação de Ren era pequena, e o final, é de dilacerar o coração de qualquer leitor. Em O Destino do Tigre, as revelações, declarações, as provas de amor que são submetidos, também machucam. É o livro mais sério e desafiador. Macacos d’água imortais, águias de ferro e kraken, se tornam brincadeira de criança diante dos desafios desse livro. Além de enfrentarem criaturas grotescas, o trio deverá estar pronto para aceitar seu destino e encarar de frente seus sentimentos (indireta pra Kelsey teimosa Hayles). O livro todo é surpreendente e eletrizante. Colleen não dá folga mesmo haha. Grandes batalhas contra demônios, rakshasas, reis malucos e poderosos, deixam tudo mais emocionante. Tudo é narrado com detalhes e muita criatividade. No final do livro é possível entender porque tudo aconteceu. Cada passo, cada perda, levaram os três ao seu destino. Li em uma fan page da saga a seguinte pergunta: se você pudesse mudar alguma coisa nos livros, o que seria? Minha resposta: NADA! Colleen dá um desfecho satisfatório e feliz ao livro. Nada de conto de fadas: e foram felizes para sempre… É esclarecedor e inacreditável ;) É aceitável, feliz, compreensivo e meu coração ficou aliviado. Por isso me surpreendi quando ela anunciou um quinto livro que seria continuação da saga. De qualquer forma, aguardo ansiosamente pelo lançamento de O Sonho do Tigre.

CONSIDERAÇÕES FINAIS: Acredito que ficou claro que eu amei a série e enquanto fazia essa resenha me peguei diversas vezes relendo trechos dos livros. Acho que é uma saga que agrada a maioria do público. Tem romance, aventura, mitologia, drama, humor e um detalhe que me faz amar ainda mais um livro: Colleen recomenda outros livros :D Adoro quando o autor cita outros livros em seu próprio livro, ainda mais os clássicos. Os poemas de Shakespeare, as peças Romeu e Julieta e principalmente A Megera Domada, são citados em vários momentos da saga. Além de O Conde de Monte Cristo e E O Vento Levou… Como não amar? Como a saga é cheia de aventura, a leitura não é cansativa e finalizei os 5 livros em menos de duas semanas. Outro ponto que também me chamou muita atenção, foi a relação dos irmãos. Depois que voltaram a se relacionar, eles se tornaram unidos e companheiros um do outro. O fato de amarem a mesma mulher não destruiu a bela relação de amizade deles.

E como se não tivesse tudo muito bom, ‘a saga teve os direitos cinematográficos adquiridos pela Paramount e o primeiro filme tem estreia prevista para 2015′. Você encontrará essa informação na orelha de trás do último livro. #VemLogo2015! O diretor já foi escolhido e especula-se que os atores que interpretaram Ren e Kishan possam ser de fato indianos O.O Coração a mil!! Abaixo, um vídeo onde Colleen e o produtor, Raffi, dão mais detalhes ;)

Espero que tenham gostado e que a resenha tenha sido esclarecedora haha! Amanhã tem a resenha de A Promessa do Tigre e a playlist que embalou minha leitura da saga! ;) Beijos, ;*

Resenha: A Maldição do Tigre e O Resgate do Tigre

IMG_5154

E pra fechar o mês de novembro com chave de ouro, chegou a vez da resenha mais querida do ano <3 A saga a Maldição do Tigre, composta atualmente por 4 livros: A Maldição do Tigre; O Resgate do Tigre; A Viagem do Tigre e o Destino do Tigre. O último livro é finalizado de forma satisfatória, a história acaba ali, de fato haha. Porém, Colleen disse que está previsto para o segundo semestre de 2015 o livro O Sonho do Tigre que seria o quinto livro da saga, uma continuação. Ela não entrou em detalhes sobre o livro, mas disse que será importante e irá esclarecer alguns pontos obscuros da saga. Uma continuação explicativa, penso eu. Então, a saga será composta de 5 livros, mas pode comprar os 4 e ler tranquilamente, pois como eu disse anteriormente, o final de O Destino do Tigre é satisfatório e eu realmente pensei que não haveria mais nada. Esse ano, Colleen lançou mais um livro. A Promessa do Tigre que não faz parte da saga. É uma história paralela e conta como tudo aconteceu de fato. 5 livros serão resenhados, por isso farei uma divisão. Hoje vou resenhar A Maldição do Tigre e O Resgate do Tigre, os dois primeiros livros da saga. Amanhã tem A Viagem do Tigre e O Destino do Tigre e domingo farei a resenha do livro A Promessa do Tigre.Tentarei ser o mais sucinta possível para que o post não fique cansativo. Falei bonito agora né? haha To empolgada! Então chega de blá blá blá e vamos ao que interessa!

Se você já tiver lido Crepúsculo e for ler a saga do tigre, vai perceber que há um elemento marcante que coincide em ambas as histórias: o amor de Kelsey pelos dois tigres e o amor de Bella por Edward e Jacob. Colleen tinha acabado de ler a saga Crepúsculo e quis escrever uma história com um triângulo amoroso, mas A Maldição do Tigre é muito mais do que isso. Houck mergulhou fundo do universo da mitologia híndu e soube pesar perfeitamente romance e aventura. O resultado foi que a saga ficou com uma das melhores posições do The New York Times e foi traduzida para mais de 18 países. Já é motivo suficiente pra dar uma chance né? A história é completamente diferente e fascinante justamente por abordar um tema tão inexplorado. Até lembra um pouco Indiana Jones ;)

A MALDIÇÃO DO TIGRE: Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego (…) Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal e tocada por sua solidão, passa a maior parte de seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa a ajudá-lo a quebrar esse feitiço. (…) Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. 

Esse é o primeiro livro da saga e é cheio de emoção e aventura, como todo o resto, claro haha! Nesse livro, Kelsey descobre que Ren (o tigre branco de olhos azuis) foi amaldiçoado junto com seu irmão, Kishan (o tigre negro de olhos dourados) e ela é a única que pode ajudá-los a quebrar a maldição, pois é escolhida da Deusa Durga para tal tarefa. Existem duas grandes aventuras nesse primeiro livro. Primeira: Eles devem decifrar a profecia da deusa. Segunda: Partir para o reino de Kishkindha, o reino dos macacos, para a realização da primeira parte da profecia. Com a ajuda do Sr. Kadam, um grande amigo dos irmãos desde a época da maldição, Ren e Kelsey embarcam nessa jornada cheia de emoção. Kishan é um rapaz recluso e desde que foi amaldiçoado preferiu se afastar do irmão e do Sr. Kadam e acha que a tentativa de quebrar a maldição é inútil, por isso, prefere ficar. Enquanto Ren e Kelsey enfrentam macacos d’água imortais e árvores espinhosas, um sentimento começa a nascer. Desde o começo Kelsey se mostrou dedicada a causa dos irmãos e faria de tudo para ajudar. Claro que ela achava o Ren lindo e se sentiu atraída por ele, mas só. Não foi amor a primeira vista, ela via ambos, Ren e Kishan, como dois amigos que ela precisava ajudar. Com o desenvolvimento da história e as investidas de Ren, Kelsey começa a abrir seu coração e acaba se apaixonando. Em várias resenhas que li, muitas pessoas julgaram a Kelsey por tentar se afastar de Ren. Mas eu achei completamente compreensível. Ele tem uma ferida muito grande no coração pela perda dos pais e não o entregaria fácil, ainda mais pra um cara que ficou 300 anos sem ter um relacionamento. Quem garante que realmente é amor, e não uma paixão avassaladora pelo fato de Kelsey ajudá-lo a salvar sua vida e ser a primeira garota que ele conversa depois de 300 anos… Espero que você também compreenda os medos de Kelsey, assim como eu compreendi.

O RESGATE DO TIGRE – Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutas contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren. (…) Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren – , a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio. (…) Os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance.

Nesse segundo livro da saga, como diz na sinopse, a aventura é em dobro e as emoções ficam à flor da pele. O livro começa exatamente onde o outro parou. Você vai perceber que todos são assim. Kelsey deixou a Índia e voltou para Oregon, numa tentativa de esquecer Ren e seguir sua vida da melhor forma possível. Acontece que é quase impossível esquecer um príncipe indiano, alto, forte, romântico, de olhos azuis, carinhoso e sedutor haha. Ren não se aguenta de saudade e vai para Oregon para conquistar de vez o coração de Kelsey <3 Tava indo tudo muito bem, até Lokesh (o feiticeiro percursor da maldição) aparecer. Ele quer um objeto que os irmãos herdaram de sua família e quer a Kelsey. Os três são encurralados pelos capangas de Lokesh e Ren é capturado. O resgate de Ren depende do sucesso da segunda parte da missão. Por isso, Kelsey segue com Kishan para quebrar outra parte da maldição e conseguir respostas para o paradeiro de Ren. Durante a história, fica claro que Kishan está apaixonado por Kelsey, e ele dá algumas investidas para tentar ficar com ela. Aí as coisas começam a se complicar. Kelsey ama Ren e ela não tem dúvidas disso, porém ela sabe que Kishan precisa dela e de seu carinho para que enfim, ele pare de se culpar pelo que aconteceu há 300 anos. Kelsey se encontra com o coração dividido entre o homem de sua vida e o grande amigo e tenta encontrar um jeito de ajudar ambos, sem magoá-los. Se você se apaixonou pelo Ren, vai achar o segundo livro um pouco triste. A história é narrada pelo ponto de vista da Kelsey, portanto, a participação de Ren no segundo livro é relativamente pequena. Mesmo assim, a história não perde a magia e Colleen nos dá a oportunidade de conhecer melhor o Kishan.

E aí, animados? Amanhã tem a resenha de A Viagem do Tigre e O Destino do Tigre. Os dois últimos livros dessa saga maravilhosa. Não vai perder hein ;)