Resenha: Morte Súbita

Jo (para os íntimos) me convidou para viajar até o vilarejo de Pagford, Inglaterra, e me apresentou diversas pessoas. Algumas eu odiei, outras senti pena, outras eu gostei e outras me fizeram refletir. Foi uma das viagens mais inesquecíveis que já fiz!

IMG_1383

Sinopse: J.K Rowling define Morte Súbita como uma “grande história sobre uma cidade pequena.”  Assim são as grandes e boas histórias. Elas nos envolvem com personagens que vivem, por exemplo, nos limites de um pequeno vilarejo. Sem que possamos perceber, J.K. Rowling vai nos envolvendo com a história da cidade de Pagford e nos mostrando que ela nos reserva muitas e grandes surpresas.  Num primeiro momento, Pagford nos parece apenas uma pequena cidade, como outra qualquer, mas ela pode ser comparada ao nosso bairro, ou à cidade de cada um de nós. Pagford é o nosso mundo urbano, repleto de contradições e violências, e ainda perplexo com o poder e as armadilhas da internet. Nos reconhecemos em Pagford, em seus conflitos e no seu dia a dia. No entanto, naquela pequena cidade, a morte súbita de Barry Fairbrother provoca um abalo sísmico na vida de todos e de cada um. J.K Rowling nos mostra que a vida da cidade e de seus habitantes se equilibrava como peças de dominó, postas de pé a contra gosto. Barry Fairbrother estava no cobiçado lugar da primeira peça, aquela que não podia tombar. J.K Rowling constrói um personagem principal ausente, movimentando a trama exatamente por não estar mais lá.

Se você é fã da saga Harry Potter e comprou este livro só porque foi a Jo que escreveu e espera algo parecido, já aviso que a única coisa igual é a genialidade dela. Morte Súbita é um livro destinado ao público adulto e poucas mentes adolescentes irão se encantar pelo enredo desta intrigante história.

Depois da morte de Barry, vários segredos vão sendo revelados e Jo nos apresenta ao íntimo dos cidadãos de Pagford. Você acompanhará o dia a dia, os medos, os segredos, as mentiras e a hipocrisia de uma cidade inteira. A história se passa em um pequeno vilarejo e inevitavelmente as histórias de todos estão interligadas como uma teia. Jo conta a história de vários personagens de forma que todos tem a mesma importância e destaque no enredo. Cada personagem é determinante para o desenvolvimento do livro e conclusão. Ela nos faz conhecer a história de todos de forma simples e de rápida compreensão, tornando a leitura fácil e cativante.

Barry era um membro importante no Conselho Distrital da cidade. E com sua morte, a cidade se organiza para eleger quem irá ocupar sua cadeira. Fields é um bairro que foi construído entre duas cidades e a contra gosto, pertence à Pagford. O bairro gera grandes debates e discussões pois é considerado problemático por grande parte dos moradores do vilarejo, por ser um bairro que abriga uma população mais pobre. Barry era a favor de que Fields continuasse pertencendo à Pagford, mas a opinião do novo membro no Conselho será fator decisivo para que o bairro continue sendo de Pagford ou pertença à cidade vizinha, Yarvil. Durante a campanha eleitoral, alguns acontecimentos começam a assustar a população do vilarejo. No site do Conselho começam a surgir mensagens que revelam segredos bastante pessoais dos candidatos e de outros moradores de Pagford.

Jo aborda temas polêmicos como a homossexualidade, traição conjugal, bullying, drogas, pedofilia, política, estupro e preconceito. Ela mostra ao leitor a profundidade e a intensidade de problemas que ás vezes apenas ouvimos falar ou que talvez, possam acontecer dentro de nossas casas e dentro de nós mesmos.

O livro pode ser classificado como ficção realista, já que o conteúdo é fictício mas retrata a realidade. É uma história para refletir e pensar. Refletir sobre nossas atitudes e modo de vida e pensar que por trás de grandes tragédias exitem pessoas que foram obrigadas a estarem ali. Aprendi que as circunstâncias e decisões, podem nos levar a lugares sem volta. O livro não tem um fim. É como se entrássemos no meio de uma história e saíssemos um pouco depois. Acompanhamos apenas um trecho dessa fascinante cidade e de seus moradores e terminamos de ler o livro pensando no que aconteceu depois.

O livro é espetacular e a genialidade e inteligência da Jo está em cada página. Surpreenda-se!

IMG_1384

Eu, divando em Pagford. Beijos ;*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s